Inimigos ocultos do cafeeiro

Eles são os Nematoides, pequenos vermes que atacam as raízes do cafeeiro, limitantes ao cultivo do cafeeiro. Por isso é preciso entender como enfrentá-los para garantir a produtividade da lavoura de café.


Nematoides são pequenos vermes que atacam as raízes do cafeeiro. Eles são limitantes ao cultivo do cafeeiro, principalmente em solos arenosos, com baixa fertilidade e deficiência hídrica. Há uma estimativa de que a redução da produção mundial de café, devido à ação dos nematoides, seja em média de 15%. No Brasil,

estima-se um valor médio de 20%.


Nematoide das galhas radiculares - Meloidogyne ssp.

Em consequência do seu ataque, o sistema radicular torna-se ineficiente na absorção de água e nutrientes. Como resultado, as plantas mostram-se menos vigorosas e não crescem. Devido a vários fatores (nível de infestação inicial, distribuição espacial dos nematoides, etc), as plantas apresentam tamanho desigual,

formando reboleiras na cultura. As folhas podem ficar com coloração anormal, cloróticas, semelhante aos sintomas de deficiência nutricional. Finalmente, ocorre diminuição na produção, inviabilizando a exploração econômica.

Deve-se enfatizar que nem sempre é possível reconhecer e diagnosticar a presença de nematoides exclusivamente pela observação dos sintomas. Para tanto, é imprescindível a realização de uma análise laboratorial.

Foto à esquerda: raízes de café Mundo Novo com galhas atípicas causadas por Meloidogyne incognita. Foto: Vinícius Teixeira Andrade. Foto à direita: raízes de Catuaí Vermelho com galhas típicas causadas por Meloidogyne exigua. Foto: Juliana M. O. Rosa.


Nematoides das lesões radiculares Pratylenchus spp.

A penetração nos tecidos ocorre entre as células epidérmicas (penetração intercelular) ou através de uma célula (penetração intracelular). Após penetrarem nas raízes, os nematoides nutrem-se das células do parênquima cortical e causam lesões, a princípio pequenas, mas que aumentam gradualmente.

Além disso, pelas aberturas nas raízes, promovidas pelo nematoide, dá-se a penetração de fungos e bactérias

fitopatogênicas. O ataque, destruição e posterior diminuição de raízes secundárias tornam o sistema radicular ineficiente na absorção de água e elementos minerais e, como resultado, a parte aérea da planta torna-se clorótica e atrofiada, culminando com a morte da planta.

Foto à esquerda: Pratylenchus jaehni penetrando pela ponta da raiz de café. Foto: Rosana Bessi. Foto à direita: sintomas causados por Pratylenchus coffeae, P. brachyurus e P. jaehni em cafeeiro Mundo Novo. Foto: Cláudio M. G. Oliveira e Mário M. Inomoto.

Controle

Preventivo:

  • Utilização de mudas e sementes sadias;

  • Manter o terreno limpo, sem a presença de restos de culturas ou plantas daninhas;

  • Realizar periodicamente a limpeza das ferramentas e maquinários agrícolas.


Plantas antagonistas

São plantas capazes de impedir o desenvolvimento de algumas espécies de nematoides por meio de repelência ou liberação de substâncias tóxicas.


Controle biológico

Vários organismos são considerados inimigos naturais de nematoides. Dentro do controle as bactérias do gênero Bacillus agem com efeito antibiose. A bactéria produz algumas substâncias que matam os ovos ou nematoides que estão migrando no solo em busca de alimento. Eles também agem por competição, no qual a bactéria coloniza a raiz e forma uma barreira física, impedindo ou dificultando a entrada de nematoides no sistema radicular.

O fungo Trichoderma também tem o efeito antibiose, competição e também parasitismo. Além de estimular o crescimento vegetal pela produção de diversas enzimas e compostos benéficos que dão condições para a planta se desenvolver e produzir em ambientes infestados.

Ácidos Húmicos e Fúlvidos trabalham em sinergismos com os microrganismos benéficos. Aumentam o sistema radicular das plantas, ativam a parte biológica do solo e melhoram absorção e uso de água. Tendo assim, uma comunicação harmoniosa entre planta e ambiente.


Recomendação Adubos Real

NEM OUT - Aditivo formulado com enzimas e microorganismos especialmente selecionados. Auxiliam na reposição de microrganismos benéficos da rizosfera.

REAL GOLD Fertilizante fluído organomineral classe A, rico em ácidos fúlvicos e ácidos húmicos

que estimulam o metabolismo vegetal e desenvolvimento radicular.


89 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo